I CN | 2008 - Documento Final

Os Delegados de todas as Dioceses de Portugal e das Instituições Eclesiais com forte actuação na área do Património Cultural Religioso, reunidos em Conselho Nacional dos Bens Culturais da Igreja, nos dias 18 e 19 de Junho de 2008, no Mosteiro de São Vicente de Fora, Patriarcado de Lisboa, partilham com a Igreja em Portugal e com toda a sociedade as razões da sua esperança, a consciência dos seus limites e a manifesta entrega numa construção empenhada do bem comum. Somos portadores de uma herança, administradores de um legado, mas também construtores de um futuro.

1 – Na continuidade de todas as experiências e esforços já desencadeados, o Conselho Nacional apela a todas as comunidades e instituições eclesiais para que materializem o seu compromisso na área dos Bens Culturais, através de uma efectiva estruturação dos serviços, tendo como objectivo operacionalizar os meios humanos, técnicos e financeiros necessários a uma actuação mais eficaz em beneficio de todos.

2 – Assume como determinante para o sucesso da actuação na área dos Bens Culturais um aprofundamento sério e franco do diálogo das instituições eclesiais com as instituições do Estado Português e da sociedade civil. É absolutamente necessário potenciar as relações cordiais e convertê-las em relações concretizadoras de iniciativas estruturantes e responsáveis de todos os intervenientes.

3 – O Conselho Nacional dá, por fim, voz ao empenhamento da Igreja na partilha do seu património cultural com a sociedade, apela a todas as pessoas que se envolvam activa e de forma consequente na salvaguarda e valorização de um legado que está ao serviço da evangelização, da cultura e do desenvolvimento.

Com a consciência muito viva de que somos herdeiros de um património de testemunhos de fé, sustentáculo de uma identidade construída ao longo de gerações, desejamos dar continuidade a essa herança, num desempenho com criatividade e qualidade.