https://www.bensculturais.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/937150Cabecalho1.jpglink
https://www.bensculturais.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/100031Cabecalho4.jpglink
https://www.bensculturais.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/317960Cabecalho8.jpglink

Inventário Online

Motor de busca para pesquisa conjunta dos inventários de Bens Culturais da Igreja disponíveis online, com sistema In Web.

INVENIRE: Revista de Bens Culturais da Igreja

Nº 11 já disponível (Jul.-Dez. 2015)

Portal Cesareia

CESAREIA: conheça o portal e catálogo colectivo das bibliotecas eclesiais portuguesas, informação sobre as bibliotecas aderentes, horários, condições de acesso e notícias.

300 Anos do Patriarcado de Lisboa

patriarcal cartaz«Novas grandezas que já pareciam impossíveis à imaginação»

A Música e as Arte Visuais na
Patriarcal de Lisboa
(1716-1834)

25 e 26 Novembro 2016 | Palácio Nacional da Ajuda

 

A elevação da Capela Real de Lisboa à dignidade de basílica metropolitana e patriarcal em 1716 no âmbito das complexas relações políticas, diplomáticas e eclesiásticas entre D. João V e a Santa Sé constitui uma especificidade singular no panorama europeu ao proporcionar a fusão da capela de corte (instituição paralela à das restantes monarquias do Antigo Regime, que assim passava a incorporar a mais alta hierarquia da igreja portuguesa) com o sumptuoso cerimonial inspirado nos modelos rituais e estéticos das Capelas e Basílicas Pontifícias. Sucessivamente engrandecida com privilégios litúrgicos e património artístico e servindo de impulso à renovação das estruturas musicais da corte, a Patriarcal viria a converter-se numa instituição peculiar no quadro dos organismos eclesiásticos do mundo católico ao mesmo tempo que reforçava a dimensão sacral da monarquia Absoluta. Espaço privilegiado de representação simbólica que aspirava a emular o Vaticano, a Capela Real e Patriarcal de Lisboa combinava numa lógica de "obra de arte total" a pompa litúrgica e o cerimonial áulico, as artes plásticas e a teatralidade do ritual sacro, o poder retórico da palavra e da música. Como escreveu João Baptista de Castro, nela exercitou D. João V "novas grandezas que já pareciam impossíveis à imaginação". Apesar das vicissitudes históricas e das mudanças políticas, sociais e culturais ocorridas até ao final do Antigo Regime, a Patriarcal foi uma das marcas características da sociedade portuguesa da época, com implicações complexas a vários níveis que, na sua maioria, carecem ainda de estudo aprofundado.

Assinalando os 300 anos do Patriarcado de Lisboa, o presente colóquio pretende reavaliar e fomentar novos olhares sobre o papel da Patriarcal no âmbito da promoção da música e das artes visuais, tendo em conta quer a sua funcionalidade cerimonial, quer o seu impacto para além do estrito âmbito cortesão e eclesiástico. Contrariando a tendência para uma abordagem compartimentada por áreas do saber, pretende-se promover uma abordagem transversal, devidamente contextualizada no âmbito da história política, religiosa e cultural, englobando vários domínios artísticos, bem como situar o caso português no panorama internacional.

 

 25 Novembro (sexta) 

9h30   Acolhimento
10h00 Sessão de Abertura
           José Alberto Ribeiro | PNA
           Cristina Fernandes | INET-md, FCSH-NOVA
           Sandra Costa Saldanha | SNBCI

I PAINEL
Moderação: Cristina Fernandes

10h15 ANTÓNIO FILIPE PIMENTEL | MNAA
O Patriarcado de Lisboa: uma questão de escala


11h00
ANTÓNIO CAMÕES GOUVEIA | CHAM, FCSH-NOVA-UAç

           Compor uma Patriarcal para o Fidelíssimo

11h30 Intervalo

12h00 NUNO SALDANHA | IADE-U
           A Patriarcal do Paço (1712-1750). Pintura e Iconografia
12h30 JOÃO PEDRO D'ALVARENGA | CESEM, FCSH-NOVA
           Uma breve panorâmica da música sacra em Portugal nas décadas de 1720 e 1730
13h00 EUGÉNIO AMORIM | ESMAE - IPP
           João Rodrigues Esteves, 'compozitor de muzica na Santa Igreja Patriarchal' - Uma leitura transversal da sua produção musical

13h30 Almoço

II PAINEL
Moderação: Sandra Costa Saldanha

15h30 D. MANUEL CLEMENTE | Cardeal-Patriarca de Lisboa
Nos 300 anos do Patriarcado de Lisboa


16h00
CRISTINA FERNANDES | INET-md, FCSH-NOVA

           Encenar a performance ritual e musical: os Mestres de Cerimónias e o Inspector dos Músicos da Patriarcal de Lisboa
16h30 RODRIGO TEODORO DE PAULA | CESEM, FCSH-NOVA
           'Altissonância restaurada': As funções eclesiásticas e urbanas das torres sineiras da Patriarcal no Paço da Ribeira e no sítio da
           Cotovia (1716–1769)

17h00 Intervalo

17h15 MARIA JOÃO ALBUQUERQUE | INET-md, FCSH-NOVA
           A Officina Patriarcal de Francisco Luís Ameno

18h30
Concerto comemorativo do 10º Aniversário da Capella Patriarchal
Direcção musical de João Vaz

 

 26 Novembro (sábado) 

III PAINEL
Moderação: Maria João Albuquerque

10h00 RUI VIEIRA NERY | INET-md, FCSH-NOVA; FCG
O Teatro Eclesiástico como Estratégia de Poder do Absolutismo Português: o olhar exterior


10h45
RICARDO BERNARDES | CESEM, FCSH-NOVA

           José Joaquim dos Santos (1747 – 1801) e a Música Policoral na Patriarcal de Lisboa na segunda metade do Século XVIII
11h15 JOÃO VAZ | CESEM, FCSH-NOVA; ESML-IPL
           «A cómodo do cantor»: o órgão enquanto instrumento acompanhador no repertório vocal do final do Antigo Regime

11h45 Intervalo

12h00 TERESA LEONOR VALE | ARTIS-IHA, FLUL
           Escultores e ourives romanos na Patriarcal Joanina: Abordagem de fenómenos de inter e transdisciplinariedade artística
12h30 SANDRA COSTA SALDANHA | SNBCI
           Da Patriarcal Queimada à Capela Real da Ajuda: sobrevivências e produção artística
13h00 RICARDO ANICETO | AHPL, CEHR-UCP
           A Extinção da Patriarcal e a criação da Sé Metropolitana Patriarcal de Lisboa

 

Programa Descarregar   Cartaz Descarregar

 

Inscrições Entrada livre, mediante inscrição prévia obrigatória, através do seguinte formulário:

Obrigatório *

 

 

Organização

   Instituto de Etnomusicologia - Centro de Estudos de Música e Dança da FCSH-NOVA
   Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja (SNBCI)

 

Informações

   (+351) 218 855 481 | patriarcal300anos@bensculturais.pt

 

Local

   Palácio Nacional da Ajuda
   Lg. da Ajuda, 1349-021 Lisboa

 

© Copyright 2012, Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja. Todos os direitos reservados